quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Dica de leitura



Refletir acerca da prática educacional deveria ser um exercicio diário da profissão. Não se estagnar e querer sempre melhorar a qualidade de suas aulas e estar aberto a mudanças é alguns dos exemplos que diferenciam um professor . Ler, se informar, trocar informações, experiências e como eu sempre digo trocar frustrações! Ótima leitura! 

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

O problema da educação é a escola.

Sempre que digo isso as pessoas se chocam. Na verdade eu também fico chocada com o que a educação tem se transformado nas últimas décadas. Escolas não educam, vendem shows. Não preparam o ser humano para ter caráter, preparam somente para o vestibular. Os pais, antes aliados por um bem em comum tornaram-se inimigos da instituição que reprova seu querido filho, criado com tanto amor, carinho e ausência. Falar de educação hoje em dia é falar da nova estrutura familiar e da nova escola como empresa rentável. Todos os dias me pergunto que tipo de cidadão estou tentando formar com minhas duas aulas semanais, afinal, inglês não reprova. E quem disse que eu dou aula só de inglês? Professores repensem suas práticas. Assunto complexo, eu sei. Dependemos de muita gente para que nosso resultado seja no minimo razoável. Ninguém quer ser inteligente, todos querem ser ricos. Escolas cobram mensalidades abusivas e pagam (quando pagam) salários indignos aos professores. Nenhuma novidade. Gostaria muito que todos os pais deixassem de tratar a escola como status. A mais cara nem sempre é a melhor. Fico muito preocupada com o excesso de atividades aos quais crianças muito pequenas são expostas. Mães e pais querem seus filhos alfabetizados com 5 anos, praticando esportes e frequentando aulas de inglês. Mais uma vez me pergunto: Que tipo de ser humano estamos formando? Pais suprem sua falta de tempo com presentes. A escola se enche de recursos tecnológicos para aumentar a mensalidade e o nivel intelectual está cada vez mais baixo. Já não está na hora de todos refletirmos com os rumos que a educação está seguindo?

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Crianças autistas se desenvolvem com a ajuda do esporte

video


Domingo de manhã, assistindo o Esporte Espetacular me emocionei ao ver o lindo trabalho desse professor de educação física do Rio de Janeiro com crianças autistas. Cada progresso, cada palavra nova pronunciada com o sorriso no rosto mostra que tudo pode mudar quando alguém cheio de coragem, amor e vontade simplesmente faz a diferença. E o depoimento dos pais com o brilho nos olhos ao falar do progresso de seus filhos? Para mim a educação de todas as formas vale a pena quando vemos o resultado tão positivo no final. Parabéns a esse professor por fazer a diferença na vida dessas familias.  

Dica de leitura



Maria Lúcia de Arruda Aranha conta todo o percurso sócio histórico da educação de uma forma clara e com informações relevantes. Muitos capítulos levam o leitor a reflexão do atual cenário educacional e suas mudanças nas últimas décadas. Leitura praticamente obrigatória!

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Curso: Distúrbios em sala de aula

O SINPRO SP (Sindicato dos Professores de São Paulo) abriu vagas para o curso livre de "Distúrbios em sala de aula."

Público-alvo: Professores em geral e demais interessados

Objetivo: Visa propor um fortalecimento da estrutura da personalidade do professor para que identifique posturas mais produtivas de modo a proporcionar contribuição real para os alunos, para si próprio e para a escola

Conteúdo: Conceituação: teoria de D.Winnicott - desenvolvimento emocional: paradigma Freudiano e paradigma Winnicottiano; Avaliação diagnóstica: crescimento emocional, estágios iniciais para o estabelecimento da personalidade; a função do meio ambiente no desenvolvimento; Avaliação prognóstica: teoria da comunicação; diferença entre vivências e experiências; intervenções efetivas para cada transtorno de personalidade

Professora: Roseli de Ávila
Psicóloga, pós-graduada em Psicoterapia breve adultos e Psicoterapia Winnicottiana desenvolvimento emocional infantil; professora de psicologia há 17 anos; consultora

Período: 7, 14, 21 de fevereiro, das 19h às 22h
Carga horária: 9 horas
Número de vagas: 30
Preço: sindicalizados - R$ 54.00 | não-sindicalizados - R$ 108.00


18º Feira Internacional de Educação de 18 a 21 de maio

A EDUCAR, maior feira internacional de educação da America Latina, reunirá durante quatro dias mais de 100 expositores de produtos e serviços ligados ao dia a dia da escola.

Nesta oportunidade você encontrará: sistemas de ensino, brinquedos pedagógicos, lousas interativas, softwares educacionais, laboratórios, tecnologia, alimentação escolar, transporte, revistas especializadas, móveis escolares e muitos outros segmentos.

PERFIL DE VISITANTES

Anualmente a Feira recebe visitantes de todos os estados brasileiros, em sua grande maioria educadores e gestores educacionais, e ainda oferece espaço para distribuidores interessados na representação dos produtos expostos.


HORÁRIO
Dia 18 - 13h00 às 19h30
Dia 19 - 08h30 às 19h30
Dia 20 - 09h00 às 18h15
Dia 21 - 08h30 às 17h30


LOCAL DO EVENTO
Centro de Exposições Imigrantes
Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 - São Paulo-SP
(
www.centroimigrantes.com.br)

Situado em local privilegiado, na Rodovia dos Imigrantes a 1.200 metros da Avenida dos Bandeirantes, a 850 metros do terminal Jabaquara do metrô, 3Km do Aeroporto Nacional de Congonhas, 7km do centro hoteleiro e financeiro de São Paulo, 10km do centro da cidade e a 25km do Aeroporto Internacional de Guarulhos.



As informações foram retiradas do site :  http://www.futuroeventos.com.br/novo-site/

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Como escolher uma escola de inglês?

    Há centenas de opções de escolas de inglês e muitas pessoas me perguntam quais as melhores. Apesar de já ter trabalhado em muitas delas e ter conhecido muito bem as metodologias e os materiais nunca consigo atender as expectativas com uma resposta objetiva.     Escolher um local para estudar (seja uma escola de idiomas ou até mesmo a escola dos seus filhos) não é tão simples quanto parece. Muitos ainda preferem aquela perto de casa ou do trabalho, outros são atraídos pela mensalidade ou conhece alguém que já estudou e recomendou muito bem a escola. Eu sei que questões financeiras e de localização são muito importantes mas o velho ditado de que o barato sai caro cabe muito bem a essa discussão. Quantas pessoas você conhece que começaram um curso de inglês e desistiram no meio do caminho por se sentirem desmotivadas ou acharem que não estavam aprendendo? Eu conheço muitas e recebo todos os dias muitos alunos com histórias parecidas. Se você estiver procurando uma escola de inglês ou qualquer outra lingua é preciso saber exatamente qual a sua necessidade. Se isso estiver claro, saiba que para tornar-se fluente em uma língua é essencial que as  4 principais habilidades sejam trabalhadas: gramática, conversação, escrita e leitura. Não se engane achando que você será fluente em uma língua só praticando a conversação ou só se debruçando em listas de vocabulário. Um bom curso terá um pouco de tudo e o resultado final dependerá muito do seu empenho e tempo dedicado. Faça muitas perguntas antes de se matricular. Peça para assistir uma aula e veja o material. Pergunte sobre a formação dos professores, ser nativo ou ter estudado fora não basta, afinal, você é fluente em português mas está capacitado para dar aulas?  Tenha em mente que mesmo no final do  curso e com o seu tão sonhado ceritificado na mão a única garantia de sua fluência é nunca parar de estudar! A língua está em constante mudança, não há formulas e nem o último livro upper upper advanced do seu curso será a garantia de que você está pronto!

Welcome!

Esse blog surgiu com a necessidade de expor e trocar informações com todos os interessados na área da educação. Escola, familia, profissão, dificuldades, oportunidades, reciclagem profissional, metodologias de ensino e tudo que possa interessar a professores e curiosos!